| ÁREA RESERVADA | IDIOMA:

Grupo de Estudos do Cancro do Pulmão

No Dia Mundial do Cancro do Pulmão, o GECP lança campanha “Vamos acabar com o estigma”

 

Para assinalar o Dia Mundial do Cancro do Pulmão que se celebra anualmente a 1 de Agosto, o GECP lança simultaneamente uma nova campanha nas redes sociais, e um novo separador no site, dedicados ao tema do estigma em torno do cancro do pulmão. Trata-se de um tema pouco debatido na sociedade Portuguesa, sendo premente aumentar a consciencialização sobre esta problemática.

Com a campanha nas redes sociais pretende-se, em primeiro lugar, sensibilizar a população para a existência de um estigma associado ao Cancro do pulmão, que nasce do forte vínculo da doença com o tabagismo. Embora o estigma seja inegável, ele não é sequer reconhecido pela maioria das pessoas. Para atingir esse propósito a campanha centra-se em testemunhos de doentes, que traduzem desabafos que todos os dias os profissionais de saúde ouvem na sua prática clínica.

Neles estão espelhados sentimentos de culpa, vergonha, sofrimento e auto recriminação. O objectivo é alertar o público para o sofrimento psicossocial que o estigma impõe aos doentes, incitar a mudança de mentalidade e fomentar a compaixão.

Adicionalmente, com o novo separador no site dedicado ao tema, o objectivo é informar e educar. Nele são aprofundadas as causas, as consequências, e as estratégias para vencer o estigma. A sua leitura é de interesse para os doentes, cuidadores, profissionais de saúde que trabalham nesta área, e para a população em geral. Há duas mensagens chave que salientamos:

Qualquer pessoa pode ter cancro do pulmão. Para além do tabaco, existem outros factores de risco genéticos e ambientais. Até 20% dos doentes nunca fumaram.

Ninguém merece ter cancro do pulmão. Nem mesmo os fumadores, que sofrem de uma dependência difícil de vencer.

O GECP acredita que através da comunicação, educação e campanhas estratégicas, a opinião pública pode ser moldada de forma a acabar com este estigma infundado, e mitigar o sofrimento que ele acresce a um diagnóstico, já por si, avassalador.

 

Link:

CANCRO DO PULMÃO

 

Posted in campanha, notícias
©2021 Copyright GECP