| ÁREA RESERVADA | IDIOMA:

Grupo de Estudos do Cancro do Pulmão

ASCO 2021: novidades na área da terapêutica para o cancro do pulmão analisadas por especialistas do GECP

Decorreu entre os dias 4 e 8 de junho aquele que é considerado o principal evento mundial na área da Oncologia, a Reunião Anual da American Society of Clinical Oncology (ASCO 2021). Perante a elevada quantidade de novidades e avanços apresentados, a News Farma convidou três representantes do Grupo de Estudos do Cancro do Pulmão (GECP) – a Dr.ª Teresa Almodovar, a Dr.ª Carina Gaspar e a Dr.ª Ana Rodrigues – para destacarem alguns dos estudos e trabalhos divulgados que venham a marcar a diferença no tratamento do cancro do pulmão.

A Dr.ª Teresa Almodovar, pneumologista do Instituto Português de Oncologia de Lisboa (IPO Lisboa) e presidente do GECP, selecionou os estudos apresentados durante o ASCO 2021 que, a seu ver, poderão ser “futuras indicações para alterar decisões de terapêutica no cancro do pulmão em estadios precoces”. Os estudos VIOLET e STARS no campo da terapêutica local, o estudo IMPACT e o ensaio clínico EMERGING-CTONG 1103 na área da terapêutica-alvo e os estudos IMpower010, CheckMate 816 e PACIFIC no âmbito da imunoterapia, foram os trabalhos destacados pela especialista, cuja entrevista completa poderá ser vista em https://bit.ly/35GusHR.

Por sua vez, a Dr.ª Carina Gaspar, pneumologista do Instituto Português de Oncologia de Lisboa (IPO Lisboa), assinalou alguns trabalhos centrados no cancro do pulmão de não pequenas células (CPNPC) avançado com mutações driver, “uma das áreas de maior inovação nos últimos anos”. Durante o seu depoimento em vídeo (https://bit.ly/3qixbAB), foram realçados os dados mais relevantes na área das terapêuticas-alvo para o CPNPC avançado com mutação EGFR previamente tratado com inibidores de tirosina cinase (TKI), com inserção do exão 20 de EGFR, com mutação KRAS p.G12C e mutação do exão 14 de MET, que a especialista espera “que se possam traduzir dentro de pouco tempo em mais opções terapêuticas para os doentes”.

Finalmente, a Dr.ª Ana Rodrigues, médica oncologista do Instituto Português de Oncologia do Porto (IPO Porto), foi também desafiada pela News Farma para mencionar os estudos na área da imunoterapia para o CPNPC que se destacaram na edição deste ano da Reunião Anual da ASCO. Nivolumab e ipilimumab no tratamento em 1.ª linha de doentes com CPNPC avançado sem mutações-alvo, os efeitos adversos imunomediados associados a imunoterapia e sobrevivência, o impacto do microbioma na resposta à imunoterapia e a combinação de imunoterapia e quimioterapia no tratamento em 1.ª linha de tumores com score de PD-L1 de 1-49%, foram o foco dos estudos referidos pela especialista, cujas declarações foram igualmente registadas em vídeo e podem ser consultadas em: https://bit.ly/3xIIC76.

Posted in congressos, notícias
©2021 Copyright GECP